Turismo time share no Brasil crescerá 50% em 2010

O grupo RCI, principal operador de viagens por Time-share (tempo ou propriedade compartilhada), está otimista com a expansão desse tipo de mercado do turismo no Brasil. Em conferência realizada hoje, em São Paulo, Alejandro Moreno, diretor do grupo no País, afirmou que, em 2010, mais de 20 mil novas famílias investirão em condomínios de luxo pelo sistema de partilha. O evento na capital paulista é uma antecipação do que será mostrado e discutido no lançamento da Sasoic (Conferência Sul-Americana de Investimento em Propriedades Compartilhadas), que acontecerá no Rio de Janeiro, nos dias 31 de Maio e 1 de Junho.

O grupo estima que o mercado de propriedade compartilhada aumente em 50% nesse ano e movimente uma cifra de 500 milhões. “É um crescimento agressivo, mas os países da América Latina, e principalmente o Brasil, apresentarão as melhores taxas, pois este tipo de negócio é incipiente por aqui”, afirma Moreno, levando em consideração que em países como Estados Unidos, México, Caribe e Europa o sistema é mais difundido e consolidado. “A crise de 2009 não abalou o turismo no Brasil e o mercado interno é nossa principal meta nos próximos anos”, garante. 

Os diretores do grupo RCI relatam que quando é apresentado o modelo de partilha aos clientes há uma sensação de entusiasmo muito grande. “A maioria já teve casas de praia ou no campo e relatam que o custo da manutenção da propriedade e o incômodo em fazer reparos acabam tirando o sossego das férias”, afirma Maria Carolina Pinheiro, gerente de desenvolvimento de novos negócios da RCI Brasil. 

No Time-share, o cliente compra uma fração de uma casa e tem a disponiblidade de permanecer nela algumas semanas durante o ano. Não precisa pagar condomínio, e nem fazer reparos, tudo está limpo e pronto quando o hóspede chega. “Um outro fator que motiva os proprietários temporários é que eles não precisão ficar presos a somente um destino ou uma casa, ele pode escolhar entre as opções que a empresa oferece, que vai desde resorts a redes hoteleiras em grandes cidades”, diz Maria Carolina.

 Segundo Alejandro Moreno, quem adquire o produto não viaja mais de outra forma. “Nosso índice de satisfação está próximo a 95%”, ressalta. 

Os estados com mais empreendimentos filiados ao Grupo RCI são Rio de Janeiro, com 22 unidades; Santa Catarina, com 20, e São Paulo, 10. A lista do grupo inclui nomes como Rio Quente Resorts, Grupo Pestana, Beach Park, RHC at Rio Othon Palace, Marina Palace, Enotel, Casa da Montanha..

Fonte: Revista do Turismo (Ivan Fávero, São Paulo)

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: